Quem sou eu

Minha foto
Salvador, Bahia, Brazil
Baiano, que gosta da mulher que ama (um dos últimos sobreviventes), bastante comunicativo, sou formado em Publicidade e Propaganda pela FIB/BA e além disso sou um cara muito romântico, a ponte de escrever poesias...

APROVEITEM

Aqui vocês vão se distrair e saber um pouco das aventuras e desventuras de um simples mortal que sobrevive pela vida levando umas cheias e outras em vão...

Vou procurar deixar meu BLOG muito interessante no que diz respeito, a me acompanhar neste diario de bordo...

sábado, 8 de março de 2014

NOVO BLOG: DEFICIENTE DANADINHO

PRA QUEM AINDA NÃO SABE: Criei recentemente mais um blog, o blog do Deficiente Danadinho, pra aproveitar os meus escritos da coluna "DEFICIENTE DANADINHO" no blog da minha amiga Marisa Leão (Vida Minha). Pois bem, hoje no "deficiente" iria escrever mais uma lembrança do “Livro do DD”, (uma atração a parte - com grande sucesso de público) mas depois tanto ver no face, muitas  homenagens sobre o dia da mulher (um dia internacional), resolvi mudar o foco do meu texto. Vejamos:

CURIOSIDADE ALHEIA:
Tem uma coisa que realmente mexe com a curiosidade e imaginação dos outros, que é nossa forma de amar. Qual o mistério ou a mágica que faz “nosso amor ser melhor” ou de sabor diferente? Como acontece o amor em pessoas como a gente? Tem alguma coisa de especial? Alguma novidade? Devo informar aos curiosos de plantão que o amor não é diferente. Ele nasce e morre no mesmo lugar, no mesmo endereço que todos nós conhecemos: No coração, onde pulsa a paixão quando nova e sempre cuidada aos olhos de quem ama!
Sabemos que a primeira impressão é a que fica, é fato. É difícil encontrar alguém que nos olhe sem o véu do preconceito, da vergonha e principalmente do espanto, em saber que somos deficientes e por conta disso, o nosso amor e como “fazemos amor” faça parte do nosso pacote, ou seja, um amor defeituoso (pra quem julga assim).
Eu com deficiente físico nunca parei pra pensei nisso. Na verdade, jamais passou pela minha cabeça a preocupação de ter um amor perfeito, afinal, nada é totalmente perfeito. Eu quero sim, vivê-lo intensamente e retribuir a minha parceira sem nenhum problema à paixão que recebo. Já tive várias namoradas que nem lembrava que estava diante de uma pessoa dita deficiente. Não nego que sou, mas o meu amor, tanto no abstrato – sentimento que leva a ficarmos apaixonados – quanto no físico: “fazer amor de madrugada” entende? Vivem em harmonia com a vida que levo. Os meus namoros não retratavam um namoro esquisito ou estranho (fora dos padrões normais), sempre éramos um casal comum que encarava com normalidade o que o destino nos reservava.
A ELA:
Por isso, resolvi render homenagem a minha atual mulher (pois como dizia Vinícius de Moraes – eterno namorado, cada amor novo é renovado, vem com toda força, inquieto e sempre com aquela sede de amar), que divide as alegrias, as felicidades e também os ciúmes, que releva, às vezes, quem realmente somos para alguém, de dente e unhas afiadas prontas pra ferir e fazer sangrar um amor de fina estampa, que se mostrava em qualquer gesto, o imenso gostar que sentimos por você, nossa metade, minha alma gêmea.
A cumplicidade e companheirismo perfeito, daquelas que só no olhar entendemos o que o outro está pensando, completa nosso viver como casal, onde o amor interage buscando a todo o momento, o prazer de estamos envolto a paixão (renovada a cada dia), a certeza de compartilhar os bons momentos – quando amamos verdadeiramente não existem momentos tristes – pra dizer na nossa intimidade: Eu te amo, amor!
A minha baixinha desejo flores, no seu jardim da vida como mulher, que brote em todo a rosa, margaridas e nas flores do campo seu desejo, a se de realizar a cada dia, e de sermos, a cada instante, melhores que antes nosso relacionamento a dois.
SEMPRE AMANDO:
Agora, depois da explicação de como amo, como amamos, dou um conselho de graça, aqueles que se sentem deficientes de alguma forma (Eu mesmo sendo não me sinto): Espero que tenha entendido o recado e procure sair da “vitrine da insensatez” imposta pelos outros e ganhe as “ruas do amor único” onde só você saberá caminhar pelo sentimento tão nobre.

Em outras palavras, seja feliz!

Façam uma visita ao blog Deficiente danadinho, copiando ou clicando no link:
http://defidanadinho.blogspot.com.br/

0 comentários: